Olá, eu sou a

Sou doula de coração e por vocação. Sempre me deslumbrei com a gravidez, a maternidade e os bebés e quanto mais relembro os conhecimentos e a sabedoria que trago em mim, mais apaixonada fico por esta fase da vida em que doamos a vida.

Cafeína na Gravidez e Aleitamento

Olá!
Hoje de manhã, enquanto folheava o livro “Your Pregnancy Vegetarian” da Dra. Holy Roberts dei de caras com o tema CAFEÍNA na Gravidez! Hm hm, vamos lá então saber mais sobre isto, para entender porque devo deixar o café (ou porque devo continuar a tomar se assim quiser, sabendo o que me provoca :)).
A palavra coffee vem de Caffa, a região na Etiópia onde o café foi descoberto. Os africanos pré-históricos comiam os grãos vermelhos secos antes das guerras tribais pelas suas propriedades estimulantes. 
O café aumenta a tua ansiedade, aumenta a tua tensão arterial e os batimentos cardíacos, causa um aumento de segregação do ácido gástrico e contribui para a insónia, irritabilidade, e nervosismo. 

Tu precisas de estar stressada enquanto estás grávida?
É sabido que a cafeína passa a placenta. As mulheres que bebem grandes quantidades de café têm maior probabilidade de complicações no parto e maior probabilidade de aborto espontâneo.
A cafeína entra também no leite materno, por isso se não deixares de beber café durante a gravidez, convém fazê-lo se planeias amamentar ou estarás a estimular o teu bebé sem dar conta ;).
Relativamente à absorção de vitaminas e minerais, a cafeína diminui a absorção renal de vários minerais importantes, como o potássio, magnésio e zinco e vitaminas, como vit. C e B.

Uma chávena de café contém cerca de 120 a 150mg de cafeína. Se bebes 2 ou 3 chávenas por dia, a ingestão de cafeína é alta!
[quadro retirado do livro “Your Vegetarian Pregnancy”, Dra Holy Roberts]
Para reduzires o teu desejo de cafeína, segue uma deita que crie um ambiente alcalino. Boas escolhas são frutas, feijões, milho, grãos inteiros e produtos à base de soja.
Para diminuíres o teu hábito de café, evita alimentos que te deixem com ambiente ácido como a carne e açúcares.
Muitas pessoas que deixem de beber café têm sintomas, como dores de cabeça que começam 18 a 24 horas depois de beber café e continuam por alguns dias. Podem também ter constipação durante 1 ou 2 dias.
Para além do descafeinado, há várias bebidas que são bons substitutos do café que não contém cafeína. Como por exemplo, mistura de farelo de trigo torrado, ou  mistura de malte, cevada e chicória.
E em relação ao chá, como substituto do café?
Segundo a autora, sim, o chá é a melhor escolha porque contém pouca cafeína, mas um chá descafeinado é ainda melhor opção.
Há que ter em atenção que os chás comerciais contém taína, que, como o café, é estimulante. Isso pode irritar o estômago e os rins. Um dos grandes benefícios de beber chá é o seu alto nível de fluór, mas a desvantagem do chá com taína é que diminui em 80% a absorção de ferro. E isto é muito importante para quem é vegetariano!
Portanto, se como eu bebem café diariamente e gostam, temos aqui uma oportunidade para reflectir 🙂 O que tenho feito para reduzir é, quando me perguntam se quero, parar, sentir o meu corpo e a minha vontade e responder honestamente. Não responder logo que sim, pelo hábito. Ponderar, sentir se me apetece MESMO e depois aceitar ou recusar. Agora o meu cafézinho matinal de cafeteira é que não sei… talvez faça para o G. para usufruir do cheirinho que fica pela cozinha e depois bebo cevada 😉 Boa sorte!!
[traduzido e adaptado de “Your Vegetarian Pregnancy”, Dra Holy Roberts]

Se gostaste deste post, também vais gostar destes: