Olá, eu sou a

Sou doula de coração e por vocação. Sempre me deslumbrei com a gravidez, a maternidade e os bebés e quanto mais relembro os conhecimentos e a sabedoria que trago em mim, mais apaixonada fico por esta fase da vida em que doamos a vida.

Concepção Consciente – falemos sobre o Álcool e o Tabaco

Bom dia!
(Dei de caras com esta ilustração e não resisti em partilhá-la. Encontrei-a aqui).
No Uau Mamã continuamos com os posts sobre Concepção Consciente e desta vez vamos falar sobre Álcool e Tabaco.
Para mim não faz sentido falar sobre isto sem entender os malefícios dos mesmos no feto. Por isso, numa breve introdução, vamos esclarecer-nos sobre as influências reais que acontecem no feto, quando a mulher consome álcool e/ou é fumadora 🙂

Não há muitos estudos sobre o Álcool na Gravidez uma vez que é difícil testar níveis de álcool consumido e consequências no bebé e por isso não valores estipulados sobre o que é “seguro” ou não. Assim, a sugestão é que não se consuma de todo 😉 E porquê?
O álcool, depois de ingerido e absorvido, entra em circulação sanguínea, vai ao fígado, é oxidado e transformado em acetildeído e fica capaz de se difundir em todos os tecidos e líquidos corporais.
Na gestante, o álcool cruza a placenta, vai ao líquido amniótico e ao feto e em cerca de 1 hora, o etanol no sangue do bebé e no seu ambiente – líquido amniótico é equivalente ao nível de álcool no sangue da mãe.
A placenta tem a capacidade limitada de metabolizar álcool, servindo assim como primeira barreira. No entanto, tudo quanto passa e vai para o bebé, o seu fígado não tem maturidade para sintetizar esta substância.
Assim, a ingestão de álcool pela gestante provoca várias alterações:
– alterações nas transferências de aminoácidos essenciais para o feto
– falta de oxigénio crónica porque há vasoconstrição dos vasos sanguíneos placentários e umbilicais (é como se a placenta desse conta do que aí vai e desse ordem: TUDO A CONTRAIR. PASSA O MENOS SANGUE POSSÍVEL! ESTE ESTÁ INTOXICADO!!)
– proliferação ou crescimento celular indiferenciado em todo o sistema nervoso central
– disfunção hormonal nas glândulas fetais
– acumulação de etil-esteres de ácidos gordos nos vários tecidos do feto uma vez que não há maturidade das enzimas hepáticas para os metabolizar
Conclusão: ATRASO NO CRESCIMENTO INTRA-UTERINO E OCORRÊNCIAS DE MALFORMAÇÕES CONGÉNITAS
Quanto ao Tabaco, o fumo na gravidez é responsável por:
– 20% dos casos de fetos com baixo peso
– 8% partos prematuros
– 5% de todas as mortes perinatais
Vamos por partes:
A Nicotina – causa vasoconstrição dos vasos sanguíneos diminuindo assim o fluxo de sangue que passa para o bebé e consequentemente nutrientes e oxigénio. Isto pode levar a alterações congnitivas e do desenvolvimento psico-motor.
Já o Monóxido de Carbono liga-se à hemoglobina da mãe mais rápido do que o Oxigénio e por isso, sangue rico em Hemoglobina que vai para o bebé, em vez de oxigénio leva monóxido. 
O sistema da mãe, por sua vez, quando detecta falta de oxigénio, dá ordens ao seu corpo para produzir mais Hemoglobina, numa tentativa de compensação e isto aumenta a viscosidade do sangue, aumentando o risco de AVC (Acidente Vascular Cerebral) no recém-nascido e mau desempenho da placenta (que está preparada para uma determinada fluidez sanguínea e de repente tem uma papa…)
O Monóxido de Carbono para o feto é uma potente toxina que altera o seu sistema nervoso e pode causar alterações neurológicas temporárias ou permanentes.
Conclusão: O TABACO AUMENTA O RISCO DE MORTE SÚBITA NO RECÉM-NASCIDO, AUMENTO DO RISCO DE PREMATURIDADE, AUMENTO DE RISCO DE BAIXO PESO AO NASCER E AUMENTO DO RISCO DE ALTERAÇÕES NEUROLÓGICAS.
E pronto. Olhando agora para esta informação e estes factos é mais fácil de entender que, se uma mulher quer engravidar brevemente, pode fazer esta análise ao seu estilo de vida e escolher, com consciência, parar de fumar e de beber. Sim? 😀

Quanto mais cedo pararmos, menos toxinas e resíduos o nosso corpo terá na altura da concepção e gravidez. Seja qual for a tua história, compromete-te contigo. Cuida-te. Pede ajuda. Faz yoga! E foca-te no teu grande objectivo: CONCEBER UM BEBÉ AMADO, FELIZ E SAUDÁVEL! 😀

[fontes: http://www.spsp.org.br/downloads/alcool.pdf
e http://www.redesaude.org.br/generoetabaco/download/327_Tabagismo_peculiaridades_gestacao_uma_revisao_critica.pdf]

Se gostaste deste post, também vais gostar destes: