Olá, eu sou a

Sou doula de coração e por vocação. Sempre me deslumbrei com a gravidez, a maternidade e os bebés e quanto mais relembro os conhecimentos e a sabedoria que trago em mim, mais apaixonada fico por esta fase da vida em que doamos a vida.

Desafio para levar a sério!

Bom dia!!
Aparentemente o que trago hoje aqui ao blog não tem muito a ver com gravidez, parto e pós-parto.
Também achas?
Então deixa-me dizer-te algumas coisas 🙂
1. A Dra. Gowri Motha no seu livro “Método para o Parto Suave” partilha que na sua experiência enquanto obstetra e nas muitas solicitações que teve para fazer Cesariana em mulheres que estavam quase com dilatação completa, percebeu que algumas das vezes, o que acontecia para o bebé não fazer o expulsivo tinha a ver com os tecidos pélvicos da mulher.
Estes tecidos precisam de estar flexíveis, maleáveis, “fininhos” para dilatarem o suficiente para o bebé passar. Então ela percebeu que alguns alimentos dificultam este processo. E quais são eles?
O trigo e os açúcares refinados! Estes alimentos congestionam os tecidos, O trigo é conhecido por causar retenção de líquidos, por isso, numa altura em que claramente queremos que os tecidos estejam maleáveis, tê-los com retenção de água não facilita em nada o processo.
E os açúcares, na sua metabolização há libertação de radicais livres que atacam o tecido conjuntivo, músculos, ligamentos e tendões.
2. Mesmo que não estejas grávida, escuta o teu corpo. Como te sentes depois de comeres um bolo com trigo? Ou pão? Ou seitan? Observa-te. Como fica a tua barriga? Sentes mais gases do que o normal? Como fica a tua energia? Ficas cansada? Com sono? Ou enérgica? Observa-te e se sentires que te faz sentido, experimenta durante 2 ou 3 semanas não comeres trigo. E depois volta a observar-te 🙂
3. As crianças, tal como os adultos, estão altamente viciadas em açúcar. Se não forem os pais a terem consciência disto e a educá-los a nível alimentar, as crianças não o conseguem fazer! É URGENTE pararmos de comer açúcar.
Por tudo isto e porque a minha querida Osteopata alertou-me para a tensão que sentiu no meu fígado resolvi agir! MESMO! (Às vezes é preciso ser confrontada com estes alertas para fazer alguma coisa de facto ;))
Então, alimentos tóxicos que conheço à partida, retirei:
> Café (já estava no descafeinado, mas ainda assim, é altamente tóxico para o fígado);
> Açúcares refinados – bolos, bolachas, gelados, sobremesas, etc etc;
> Lacticínios – o pouquíssimo queijo que ainda comia, agora está totalmente em stand by;
> E Glutén – admito que este é o maior desafio para mim porque nem sempre tenho acesso a alimentos isentos de glúten. No entanto, sempre que possível, evito! Em casa as massas que temos já são sem glúten, o pão também. Por isso, só fora de casa quando não há alternativa.
E pronto. O balanço vai bem positivo. Desde Quinta-feira que não bebo café, wiiii! 😀
Então o desafio que me trago, e vos trago, é este: No final do dia, contarem o que não comeram, que teriam comido se não estivessem conscientes.
Posso dizer-vos que na Sexta-feira, teria comido um gelado depois do almoço (açúcar e leite) + cheesecake no aniversário de uma amiga e no Domingo, na festa de aniversário da minha mãe, teria comido sobremesa no restaurante + mega fatia de bolo de anos. E no final do dia, quando me deitei e pensei nisso, fiquei “UAU!” É que quando me foi oferecido, pensava duas vezes mas ia aceitar. Com certeza.
Então já sabes! Compromete-te contigo mesma e celebra cada conquista!!! 😀 Partilha aqui no blog para nos contagiarmos mutuamente 😀

Se gostaste deste post, também vais gostar destes: