O final da semana 8 foi MUITO especial. No Sábado (dia 17 de Março) foi o concerto da Snatam Kaur e nessa manhã, enquanto imaginava a noite, sentia uma gratidão gigante e um grande privilégio por teres escolhido estar presente fisicamente neste momento e, ainda por cima, numa altura da gestação em que 2 horas na tua vida representam tanto crescimento!
Imagina, 2 horas de trabalho intenso de produção de células que serão para sempre os teus alicerces, enquanto vibras com tanto amor e divindade. Waheguru! És mesmo sábio meu bebé 🙂

Não foi só o concerto que foi especial, foi toda a preparação. Fui convidada para ajudar nessa preparação e foi tão bom acompanhar tudo de tão perto. Quando me observava de fora só conseguia sentir gratidão e honra. Que honra fazer parte desta história! Ao Hari Rai, meu professor querido, só posso agradecer e agradecer e agradecer :).

Também foi o dia em que lhe contei (ao Hari) esta nossa novidade. Foi tão cómico! Enquanto organizavamos as mesas onde iríamos vender os cds da Snatam, ele perguntava: “Vocês são 4, certo?” Ao que respondo: “Somos 5, mas este (e aponto para a barriga) ainda não precisa de cadeira.” E ele: “Ah!” (Como quem diz: “Lá estás tu Catarina”). Mas desta vez era verdade! Ahah, foi tão engraçado ver a expressão dele. Logo depois disse-me “Mas tu tens feito respiração de fogo?!” Que “nerd Yogui” :p

Depois disso foi amor por todos os lados. Mais pessoas deram conta e vieram felicitar-nos e abraçar-nos. E é tão maravilhoso sentir-me (nos) parte desta família 🙂

Bom, mas vamos lá actualizar a semana 9. Começou com um dia também especial – o dia do Pai. Este foi o primeiro dia do Pai e o Gonçalo sentiu isso. Falou muito contigo bebé e agradeceu-te a experiência de ser pai de um bebé in útero.

Em relação a sensações e sintomas – continuo a sentir-me maravilhosa. Nada de enjoos. A azia que senti meia dúzia de vezes depois das refeições já foi embora. Sinto a barriga empinada. Às vezes tento encolher porque acho que é mais gordurinha do que baby, mas a verdade é que cá está e quer assumir-se. Tenho de ter particular cuidado com o que como porque fico facilmente com gases e é muito desconfortável!

Tem-me apetecido comer pão com queijo quase todos os dias, mas nos últimos dias com menos frequência.

Por esta altura bebé começas com os primeiros movimentos, já tens forma de bebé e não tanto de girino e tens o tamanho de uma uva. Ahah, que amoroso.

Converso contigo muitas vezes, normalmente quando vou a conduzir, e conto-te o que vamos fazer, o que vamos comer, com quem vamos estar. Pergunto-te se estás bem e peço-te para, se não gostares de alguma coisa que eu faça, me dizeres. Confio em ti e sei que me orientas.

Estou muito feliz e serena. Achei que por esta altura já toda a gente saberia porque não ia aguentar, mas a verdade é que me tem sabido bem guardar esta novidade. Vamos partilhando com quem faz sentido, à medida que faz sentido. Quando sinto vontade de dizer não me acanho. Mas se não sinto, não forço. Em princípio no final da semana, no aniversário do pai, vamos contar aos nossos amigos e família próxima. Estou curiosa.

E tu vais oferecer o primeiro presente ao pai. Ahah.

Até já!!