Isto de trabalhar por conta própria tem tanto que se lhe diga!

Não tarda faz um ano que vivo esta vida que escolhi. Em Agosto do ano passado, tirei férias e não mais voltei à minha profissão de Cardiopneumologista. A decisão foi pensada durante muito tempo, sentida, avaliada e o caminho tornou-se tão claro que não havia volta a dar.

Até final de Setembro estive totalmente presente na preparação do meu casamento e adorei isso! Adorei ter tempo para criar alguns miminhos para a decoração, para pensar com total disponibilidade nos pormenores e co-criar esta grande e bonita festa que fizemos.

E em Outubro comecei, oficialmente, a trabalhar por minha conta. Comecei por lançar o site que já estava criado, por definir o trabalho que queria fazer, os serviços que queria oferecer e deixar que a vida se encarregasse do resto. As aulas de Kundalini Yoga começaram a arrancar também e tudo se ajeitava, aos poucos.

Em Fevereiro a vida trouxe-me uma grande oportunidade: levar as aulas de Yoga para novos locais. E comecei a procurar novos espaços, a alargar horizontes, a definir horários, a abrir turmas. A semear sementes e deixar que crescessem, ou não.

Para mim, um dos maiores desafios de trabalhar por conta própria é não ter horários nem tarefas dadas por ninguém. Sou eu que planeio TUDO. Desde que acordo, até que me deito. E se, quando a motivação e o entusiasmo são grandes tudo isto é fácil, quando vem a insegurança, a preguiça, a procrastinação e a falta de feedback nada disto é fácil. Bem pelo contrário!

Ajudou-me muito meditar pela manhã, ir para o ginásio, criar uma rotina de acordar sempre pela mesma hora independentemente dos compromissos que tinha, escrever diariamente os objectivos profissionais e planear a semana e, depois, os dias.

Ainda estou a ajustar-me, sempre. Cada semana é diferente, não há um horário fixo e é preciso flexibilidade para ir encaixando o que vai surgindo. E ir avaliando. Estou feliz? Estou realizada? O que me está a desgastar e porquê? O que posso ajustar para ficar ainda melhor?

E cá vou eu, caminhando nesta vida maravilhosa que escolho todos os dias viver!

Trabalhar por conta própria, numa profissão ainda pouco conhecida tem sido desafiante, gratificante e das experiências mais enriquecedoras que já vivi. Vamos lá continuar a transformar o sonho em realidade 🙂