Acredito profundamente nos benefícios do Yoga em toda as fases da nossa vida, mas tenho um especial carinho por esta fase específica (como não é, obviamente, de estranhar).

Há exercícios em Kundalini Yoga que, mais do que difíceis fisicamente, são altamente desafiantes para a nossa mente. Exercícios em que mantemos os braços em determinada posição durante alguns minutos. Exercícios em que a respiração é a única “salvação” possível. Exercícios em que nos defrontamos com as nossas aparentes limitações e, depois, percebemos que afinal eram apenas mentais.

A minha missão de vida passa sem dúvida por estar perto de mulheres que querem engravidar, que já estão grávidas, que estão a parir e que já têm os seus bebés nos braços.

Para avaliar a importância do Kundalini Yoga como preparação para o Parto e Maternidade, pedi a algumas alunas que me dessem o seu feedback.

Aqui fica o primeiro, da Inês e da Francisca:

“Sinto que o Kundalini Yoga me possibilitou profundo contacto comigo e com a minha bebé, com mais confiança em nós, tanto para o momento tão esperado – o parto – como durante a gravidez. Confiança no meu corpo, confiança na minha voz, confiança na minha bebé e confiança no nosso sentir.
Durante a gravidez foi importante fazer-me ouvir, com essa confiança, e escutar também a minha bebé. Sinto que também ela beneficiou muito com cada kriya [acho que é assim que se escreve] e com cada mantra, alguns dos quais ainda hoje canto para a acalmar (a ela e a mim :)).
Para mim os benefícios prolongaram-se para além do parto propriamente dito, continuam no pós-parto :)”
Leave Comment

Your email address will not be published.

clear formSubmit