Há uns dias perguntei-vos se tinham interesse em ver/ler/ter disponível uma lista de bens essenciais para os bebés e a maioria respondeu que “SIIIIIMMM”.

Para ser sincera, eu não olhei (ainda) para uma única lista de enxoval e creio que já temos quase tudo aquilo que realmente precisamos (e até mais algumas coisas para além das necessárias).

Gosto do minimalismo e do conforto também. Faz-me alguma confusão ter coisas demais, até porque exige mais espaço, mais tempo para as manter organizadas e o desperdício é quase certo. De qualquer das formas, se nos emprestarem ou derem algumas coisas a mais, a menos que ache MESMO que não vale a pena, não vamos recusar.

Então começo por vos dizer que esta lista que vou partilhar convosco é a nossa, do nosso bebé Vasco e é feita ao contrário. Ou seja, vou dizer-vos aquilo que já temos (e se temos é porque acho necessário) e algumas das coisas que nos faltam (que são muito poucas nesta altura do campeonato).

  1. BEBÉ:
    •  ROUPAS:
      • 6 Bodys interiores de manga comprida (porque nasce no Outono/Inverno)
      • 4 Bodys interiores de manga curta
      • 6 Babygrows de algodão (para dormir e para os primeiros dias – acho muito práticos!)
      • 6 Calças de algodão (a maioria com pés)
      • 2 Casacos/Camisolas de Malha
      • 2 Conjuntos de Camisola + Calças de Malha/Macacões (adoro malhas!)
      • 6 pares de meias/botinhas de lã
      • 2 Gorros de Algodão + 2 Toucas de Malha (os bebés perdem muito calor pela cabeça e é importante que estejam protegidos nesta zona. Eu percebi que adoro este separador e por isso temos mais do que o necessário)
      • 8 fraldas musselina de algodão (dá para usar em vários contextos, por exemplo, como babetes, são fáceis de lavar e são baratas)

Em relação à nossa experiência, eu fui comprando alguns conjuntos ou peças que achei mesmo queridas e quis oferecer ao nosso bebé. Mas a grande maioria das roupas que temos foram emprestadas, oferecidas ou vieram dos meus sobrinhos 🙂

    • MANTAS:
      • 2 mantas de lã (para embrulhar o bebé e/ou para tapar no berço/alcofa)
      • 3 fraldas grandes/swaddles para o embrulhar – comprei logo no início da gravidez no Aldi – 3 fraldas de algodão orgânico por 8€ 🙂
    • HIGIENE:
      • 1 banheira shantala (no nosso caso tenho preferência por este tipo específico – acho mais confortável para o bebé, poupa-se água e ocupa menos espaço)
      • 2 toalhas de banho com capuz
      • 1 sabonete natural de karité e calêdula, sem óleos essenciais e enriquecido em manteiga de karité, manteiga de cacau, óleo de argão feito pela Saponina ou simplesmente óleo de amêndoas doces
      • 1 trocador/fraldário para colocar em cima da cómoda (ficamos com o que foi dos meus sobrinhos, almofadado e impermeável. fiz só uma capa de algodão para ficar mais bonito e confortável e vamos pôr em cima da cómoda que já temos. não é um essencial porque dá perfeitamente para trocar a fralda em cima da cama ou em cima de uma cómoda com uma toalha/turco fofinha. é preciso é ter atenção à postura que usamos para trocar a fralda para não criar tensão na coluna!)
      • 1 candeeiro junto ao fraldário
      • 1 trocador de viagem impermeável e dobrável
      • toalhitas de pano reutilizáveis + doseador/borrifador das plantas com água previamente fervida
      • toalhitas húmidas descartáveis (apenas para passeios/viagens ou cocós muito gigantes ahah. preferimos as que são basicamente água, sem perfumes nem químicos adicionados)
      • fraldas reutilizáveis (temos 1 de recém-nascido e 9 de tamanho único. é metade do número recomendado para quem usa apenas fraldas reutilizáveis. vou primeiro experimentar e conforme correr, compramos mais ou não)
      • bolsa/saco impermeável para colocar fraldas reutilizáveis sujas quando estamos na rua
      • fraldas descartáveis biodegradáveis (considerando um uso diário de +- 10, há que ter, no mínimo, 4 packs de 30, diria eu. como não sabemos o peso com que os bebés nascem, acho arriscado fazer um banco de fraldas gigante para um certo tamanho. por isso ter 2 pacotes dos 2kg-5kg e 2 pacotes dos 3kg-6kg e se as pessoas quiserem oferecer fraldas pedir o tamanho acima – 3kg-6kg)
      • 1 caixote de lixo para fraldas
      • álcool a 70º para limpeza do umbigo
      • compressas secas esterilizadas
      • creme para assaduras do rabinho (vamos usar óleo de côco e/ou bálsamo de calêndula)
      • soro fisiológico
      • aspirador nasal
      • 1 caixa de bebégel para SOS se for necessário usar a cânula para alívio de gases
      • 1 tesoura corta-unhas para bebé
      • 1 termómetro

 

    •  SONO:
      • 1 cama de grades que abra de lado para se encostar à cama dos pais + colchão
      • 1 ninho redutor para aconchego e contenção do bebé (feito por mim! :))
      • 2 lençóis ajustáveis para colchão
      • 1 luz de presença (de preferência em tons de azul – ajuda o bebé a acalmar e ajuda na transição do útero para o ambiente extra-uterino) – isto eu acho necessário! Nos primeiros tempos a mãe vai dormir um sono super leve e acordar a cada gemidinho do seu recém-nascido. Estar constantemente a acender o candeeiro de cabeceira não é prático e cria alterações no sono de todos. Assim é possível dar um olhinho e continuar a dormir
      • 1 chucha de borracha natural – é também uma escolha dos pais oferecer ou não chucha ao recém-nascido (no nosso caso não tenho ideias de oferecer logo chucha até porque numa fase inicial o bebé ainda está a adaptar-se à mama e a chucha pode confundir e dificultar a amamentação, mas temos uma de reserva se acharmos que pode ser útil e reconfortante)

Em relação à cama de grades, o que vos digo acima era a nossa ideia inicial. No entanto, herdamos a alcofa de verga que foi do Gonçalo e da minha cunhada e também o suporte para a alcofa. Também nos vão emprestar um berço/cama mais pequenino do que a cama de grades convencional. Por isso, teremos a alcofa com o suporte no nosso quarto (e por ser facilmente transportável pode ir para a sala durante o dia) para os primeiros 2/3 meses e depois colocamos o berço que deve dar até aos 6/9 meses. Depois disso então passamos para a cama de grades que abre de lado e ficará no nosso quarto o tempo que nos apetecer aos 3 (que cheira-me que será bastanteeeeee).

    • TRANSPORTE/PASSEIO:
      • 1 pano/sling ou mochila ergonómica para babywearing (no nosso caso temos 2 panos – um feito por mim e outro que era do meu sobrinho)
      • 1 ovinho/cadeira auto para o carro
      • 1 mochila de Maternidade
      • 1 carrinho (este ponto é altamente discutível. pode ser útil ou não, mas necessário não é. vê este post sobre a nossa escolha do carrinho)

 

    •  ALIMENTAÇÃO:
      • maminhas da mãe (ahah)
      • contacto de Conselheira de Aleitamento Materno na carteira e no frigorífico!
      • almofada de amamentação (não é necessário, mas oferece maior conforto. se não quisermos comprar, podemos usar outra almofada qualquer como suporte. A nossa comprei no Aldi a um preço muito acessível. se não tivesse sido assim, faria eu ou pedia emprestada)
      • bomba de extracção de leite (manual ou eléctrica) + 2 biberões – não acho necessário comprar logo mas sim ter contacto de alguém que possa emprestar rapidamente se for necessário depois

Na questão da amamentação é uma escolha da mãe, claro. Se não quiser amamentar terá outra lista que inclui biberões, tetinas, leite em pó e esterilizador.

2. MÃE

  • 3/4 Camisas de noite de amamentação – no pós-parto imediato é natural que se sujem com sangue/lóquios por isso é bom ter um número razoável para lavar frequentemente
  • Pensos higiénicos tamanho XL, de preferência orgânicos para maior conforte e redução do risco de assaduras e alergias
  • Cuecas descartáveis para o pós-parto imediato ou velhas que possam ir para o lixo se ficarem muito sujas
  • 3 Soutiens de Amamentação – há que aproveitar os saldos mas ter atenção ao tamanho do peito no final da gestação
  • Discos de amamentação reutilizáveis
  • Bálsamo para mamilos SOS (já ouvi falar muito bem do Purelan da Medela, é 100% de lanolina pura (cera de lã)

 

E esta é a lista de itens que temos para receber o nosso bebé. Esta partilha, para além de nos ajudar a ter as coisas prontas e organizadas mais perto do final da gravidez, também serve para vermos o que realmente é útil e essencial.

Há listas tão grandes de enxoval de bebé que, de repente, parece que temos de arranjar uma casa nova só para termos um quarto para o bebé, a cama, o roupeiro, a roupa que nunca mais acaba, os brinquedos e bonecos, edredões, lençóis, etc, etc

Se quisermos ir pelo básico, quando o bebé nasce precisa apenas de:

  • mãe (colo, mama, amor, conforto, calor)
  • meia dúzia de mudas de roupa adaptadas à estação do ano + gorro
  • fraldas (descartáveis ou de pano)
  • um cesto/gaveta/caminha para estar ao lado da cama dos pais ou um redutor para dormir na própria cama com os pais

Tudo o resto se adapta e se arranja! Acredito mesmo que há vários itens que acrescentam conforto e comodidade, sem dúvida, mas que não são INDISPENSÁVEIS e ninguém morre se não tiver.

Por isso, take it easy e sejamos conscientes nas nossas escolhas, como sempre.