Olá, eu sou a

Sou doula de coração e por vocação. Sempre me deslumbrei com a gravidez, a maternidade e os bebés e quanto mais relembro os conhecimentos e a sabedoria que trago em mim, mais apaixonada fico por esta fase da vida em que doamos a vida.

Pedagogia Waldorf – um presente TÃO especial

Na contracapa pode ler-se “No âmbito da Pedagogia Waldorf, educar e ensinar significa promover o pleno desenvolvimento das capacidades latentes de cada ser humano, fazendo da criança uma pessoa apta a integrar-se no mundo com autoconfiança, consciência e criatividade.”


Este Domingo fui a uma Feira em Lisboa com o Vermelho Morango e fui surpreendida com um presente. O G. encontrou este livro à venda e imediatamente trouxe para mim. O que senti foi mágico. Uma felicidade IMENSA por receber este conhecimento em forma de livro e gratidão por todos os dias escolher esta pessoa para partilhar a vida. Esta pessoa que sabe tão bem quem eu sou, o que me move, o que me interessa e o que me apaixona!

Acredito muito na atenção individualizada, na oferta de escolhas e na responsabilização da criança. Explicar o porquê e para quê e quais as alternativas que tem, quais as consequências das escolhas que toma. Vejo isso em mim sempre que estou com o meu sobrinho S. Adoro contribuir para o desenvolvimento das suas capacidades, da autonomia, da forma como percepciona o desafio e as suas dificuldades. Às vezes sinto-me uma “parábola” em que cada conversa que tenho com ele tem uma história moral por trás. Gosto mesmo disto. Acredito que todos somos seres divinos e que todos temos a capacidade de nos conectar-mos com a divindade em nós. E acredito que este processo pode acontecer desde cedo, em casa e na escola. Por isso, ainda que saiba muito muito pouco sobre pedagogia Waldorf identifico-me muito com esta forma de ensinar e potenciar o desenvolvimento das crianças.
Muito obrigada G. por me apoiares e contribuires no caminho que escolhi! Digo-te em tom de brincadeira que és muito esperto em munir-me destas capacidades! Que lindos pais vamos ser! 🙂

Se gostaste deste post, também vais gostar destes: