Porque o Parto importa?

Como doula digo-te que, às vezes, pode parecer-te que colocamos demasiada importância no parto. Como se o parto fosse O mais importante e tudo o resto “apenas” o caminho até lá chegar, ou o depois DO grandioso momento.

Não é só isso. A Pré-Concepção conta, a Gravidez traz oportunidades maravilhosas que devem ser aproveitadas para o teu bem e para o bem do teu bebé, o Parto importa e o Pós-Parto é fundamental.

Porque colocamos tanta importância no Parto, afinal?

O Parto é, talvez, dos momentos mais imprevisíveis da nossa vida. Podemos planeá-lo ao ínfimo pormenor (valerá a pena tanto controlo?), podemos escolher as pessoas que lá estarão (e estarão mesmo?), podemos fazer o Plano de Parto (e garantias que o respeitam?) e escolher o local onde vai acontecer (e se o parto domiciliar precisar de transferência hospitalar? E se o parto for tão rápido que não dá tempo para chegar ao hospital?).

Na hora H apenas tu (e não necessariamente a tua parte consciente) e o teu bebé decidem o que vai e como vai acontecer. Porque é preciso tanta preparação afinal?

Porque o Parto é um evento MUITO marcante na vida da mulher e do bebé. É o evento mais importante da tua vida sexual e é “só” a primeira impressão que o bebé tem do mundo.

Um parto traumático, e não estou a falar de violência obstétrica, fica memorizado em ti, em todas as tuas células. As crenças que daí advém podem ser mais do que muitas e o trabalho que dá para serem desconstruídas pode levar muito, muito tempo. Para além disso, um parto que não te satisfaz influencia a forma como cuidas do teu bebé. Mais uma vez, pode não ser totalmente consciente, mas terás muito mais prazer e disponibilidade para cuidar do teu filho se tiveres uma experiência de parto satisfatória.

E o que é uma experiência de parto satisfatória (que também vale a pena falar sobre isto!)?

É independente do tipo de parto que seja, do local, das pessoas, do desfecho. É a forma como TU lidas com a experiência que estás a viver ou que viveste. Pode ser cesariana, parto instrumentalizado, parto longo com mais de 40 horas e também parto rápido, natural, vaginal sem intervenções, na tua cama ao lado do teu companheiro.

Talvez te pareça estranho o que acabas de ler. Se calhar nem todos partilham desta opinião. Mas é a minha e acredito realmente nela.

Uma coisa é o parto não ser o que tinhas idealizado. Podes não te sentir completamente realizada nem plena com a experiência que viveste, mas é muito diferente de te sentires traumatizada. Concordamos com isto?

Lembro-me bem de um parto que acompanhei, que começou por ser domiciliar e depois terminou no hospital. Ao longo do processo (que foi longo), todas as hipóteses foram colocadas em cima da mesa. Estava planeado parto domiciliar, vaginal, natural. Depois passamos para o hospital e veio a epidural (que fazia todo o sentido e era necessária), depois veio a hipótese de ser intervencionado com fórceps e por fim, veio a hipótese de ser cesariana.

Sinto que, o facto de haver tempo para integrar cada hipótese que era apresentada,a informação clara e precisa que mostrava a necessidade de ser uma coisa ou outra, o espaço que foi dado à mulher e o apoio contínuo que teve foi fundamental para o processo.

Acabou por ser vaginal, sem intervenção.

Se a mulher preferia que tivesse sido em casa? Sim. Mas foi traumático? Não.

A forma como parimos influencia (e é também influência de) tantas coisas:

  • As crenças que temos sobre nós próprias;
  • O contacto (ou não) com o nosso poder;
  • Se nos sentimos apoiadas e respeitadas;
  • A ligação com o/a nosso/a parceiro/a;
  • A ligação com o nosso bebé;
  • A nossa vontade de voltar a ser mãe;
  • A relação com o nosso próprio corpo e com a nossa própria sexualidade;
  • A nossa auto-estima;
  • A nossa confiança na maternidade e na vida.

Por isso, sim! O parto importa.

É importante preparares-te para o parto, trabalhares a tua confiança em ti mesma, no teu bebé e na vida. Para que, aconteça o que acontecer, te sintas apoiada, confiante, empoderada e tranquila neste momento tão especial da tua vida e da vida do teu bebé.

[fotografia maravilhosa retirada de https://wallpaperbrowse.com/pictures-birth de Denver Birth Photography]