Olá, eu sou a

Sou doula de coração e por vocação. Sempre me deslumbrei com a gravidez, a maternidade e os bebés e quanto mais relembro os conhecimentos e a sabedoria que trago em mim, mais apaixonada fico por esta fase da vida em que doamos a vida.

A viragem da minha vida ou o meu salto de fé :)

cat3

A minha vida está a dar uma volta de, não sei precisar ao certo, alguns graus.

Há uns meses decidi que ia deixar de investir/gastar tempo em algo que não me preenchia, nem me realizava e assumi essa vontade.

Acredito que o que recebemos é proporcional ao que damos, e se eu estava a dar 50% de mim a ser Doula e a ser Professora de Yoga, eu só podia receber o equivalente aos 50%.

Decidi assim confiar na vida, confiar essencialmente no que sinto, na vibração que existe em mim e arriscar a ser inteiramente feliz e realizada!

Faz hoje um mês que deixei de exercer Cardiopneumologia. Primeiro tive umas merecidas e pequenas férias e depois a oportunidade de construir uma nova rotina. Aquela que eu quisesse inventar para mim.

Tenho acordado cedo, feito meditação diária, tomamos o pequeno almoço juntos e vou com o G. ao café, voltando para casa a pé, numa caminhada de cerca de 20 minutos, pelo pinhal.

Esta rotina revigora-me, deixa-me repleta de energia e vontade para fazer tudo aquilo que quiser e puder e me lembrar e inventar!

Vou casar em menos de 1 mês e tenho que admitir que preparar tudo está a dar-me um gozo gigante (e sou grata por esta disponibilidade que criei para que isto seja possível) mas também a consumir grande grande parte do meu tempo.

Tenho cozinhado (e bem) todos os dias, tenho feito menus semanais para se tornar mais fácil a gestão de tempo e de dinheiro e tenho sentido um prazer enorme em preparar as nossas refeições com tempo, com dedicação e com amor.

Aos poucos a vontade de costurar volta e a urgência de modificar o escritório e atelier de costura também!

Quero mesmo reformular o meu espaço criativo, torná-lo acolhedor, organizado para que possa criar o que bem quiser a partir de lá.

Sinto uma energia criativa em mim brutal, sinto que quando sentir tédio vou criar qualquer coisa de espectacular. Conheço cada vez mais as minhas capacidades e dou por mim a pensar “Posso divulgar isto, posso tornar isto rentável” imensas vezes.

Foi preciso um grande apoio por parte do G. para me lançar nesta aventura que é “não ter trabalho”.

Há momentos em que as dúvidas surgem e o medo aperta, mas nunca, até hoje, duvidei da minha escolha. Foi e é tão certa! Não há como não correr bem, posso senti-lo 🙂

O meu site está quase quase a sair e a partir de agora, sou inteira e profundamente DOULA! 😀

cat2

Se gostaste deste post, também vais gostar destes: